News
Você está aqui: Capa » NOTÍCIAS » Ricardo Oliveira discipulou mais de 100 pessoas nos Emirados Árabes

Ricardo Oliveira discipulou mais de 100 pessoas nos Emirados Árabes


O atleta e pastor compartilhou seu testemunho e contou como tem investido em seu ministério.

“Nove meses parado, sem jogar bola, cultuando, pregando e esperando o tempo de Deus”. Segundo o atleta e pastor Ricardo Oliveira, essa foi a situação que ele vivenciou quando voltou de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, para o Brasil. Segundo ele, a igreja ainda se mantém no Oriente Médio, onde ele discipulou mais de 100 pessoas, enquanto morou lá.

O jogador teve a oportunidade de compartilhar parte de seu testemunho durante um encontro com líderes ministeriais e os motivou a confiar em Deus, mesmo quando a situação parecer um tanto “nebulosa”, incerta, porque ele entende que um ministério não é confiado a alguém sem uma razão certa.

“Eu seu que o meu pseudônimo, eu sei que a minha profissão vai passar. Mas o meu ministério, eu sei que vai até o fim, porque eu sei quem foi que me confiou esse ministério”, afirmou.

Ricardo Oliveira conta que quando decidiu voltar para o Brasil, essa decisão foi tomada em paz com Deus, apesar do futuro totalmente incerto à sua frente.

“Quando eu voltei para o Brasil, as pessoas me perguntaram: ‘Veio para parar de jogar futebol?’. Eu respondi: ‘Não. Eu estou vivendo um tempo que Deus determinou’. Sem ansiedade, sem angústia, mas estudando, aprendendo, crescendo, investindo no meu ministério, no ministério da minha esposa também, dos meus filhos”, contou.

“As pessoas me perguntaram: ‘Quando é que você volta?’. Eu falei: ‘Não sei! Deus proverá, Deus sabe de todas as coisas. Eu não estou angustiado’. Às vezes eu sentia que as pessoas ficavam angustiadas por mim, ansiosas por mim e eu dizia: ‘Gente, estou em paz!”, acrescentou.

Ricardo lembrou que Deus usou um sonho para falar ao seu coração sobre o futuro que estava reservando para ele.

“Eu tive um sonho. Eu [estava] dentro de um ônibus, cheio de atletas vestindo a camisa do Santos. Do meu lado, o Robinho, e um louvor tomou conta daquele ambiente, dentro do ônibus. Eu acordei no dia seguinte, liguei para a Débora e falei: ‘Amor, Deus me deu a direção para onde eu vou […] para o Santos”, contou.

O jogador contou que após sua esposa ouvir isso, seguiu o diálogo com ela:

— Tem alguma coisa?

— Não!

— Estão conversando lá?

— Não!

— Mas se Deus falou, estamos juntos e isso vai acontecer!

O atleta contou que poucos dias depois foi chamado pelo Santos FC, fechou contrato com o clube e na primeira coletiva de imprensa para sua apresentação, os repórteres o encheram de questionamentos.

“Eles me perguntavam: ‘Mas todos os jogadores estão saindo do Brasil? Por que você está voltando?”, contou. “Eu respondi: ‘Onde todo mundo está vendo crise, eu estou vendo oportunidade, mas para cumprir o propósito que Deus me deu para cumprir”.

E pelo visto, o propósito realmente se cumpriu. Ricardo contou que jamais perdeu uma oportunidade de realizar estudos bíblicos com os atletas do Santos e as reuniões acabaram se transformando em cultos.

“Por onde eu passei, eu fiz reuniões, de sentar nas concentrações, abrir a Bíblia, ministrar a Palavra, com violão, ministrar o louvor”, relatou.

“Hoje, no Santos, nós não temos mais reuniões. Quando nós jogamos em Santos, nós temos um auditório um pouco menor que esse daqui, que é onde nós recebemos as nossas preleções, com as táticas, que é onde nós temos que jogar e enfrentar o time adversário. Nesse mesmo lugar Deus me colocou com mais de 15 atletas sentados, onde já não é mais uma reunião, virou um culto”, destacou.

Ricardo Oliveira já batizou dois atletas do Santos que se converteram e outro já pediu para ser também batizado com a esposa. Fonte Guiame

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*