Você está aqui: Capa » CINEMA/TV » James Faulkner conta que ficou cheio do Espírito Santo ao interpretar o Apóstolo Paulo

James Faulkner conta que ficou cheio do Espírito Santo ao interpretar o Apóstolo Paulo

Ator contou que o filme o levou a amadurecer em sua fé cristã

James Faulkner, que interpretou o apóstolo Paulo no filme “Paulo: Apóstolo de Cristo”, diz que ficou visivelmente cheio do Espírito Santo no período de gravações do longa.

Faulkner estrelou ao lado do ator Jim Caviezel (Paixão de Cristo) no filme da produtora “Affirm Films“, que esteve entre os 10 melhores filmes nas bilheterias de 2018, durante seu primeiro fim de semana no domingo de Páscoa.

“É muito importante para muitas pessoas, eu conheço pessoas que estiveram lá estudando. Eles tiveram seus mestres em Paulo e estou muito satisfeito que os historiadores católicos tenham aprovado minha versão”, disse Faulkner ao The Christian Post no tapete vermelho da premiação ‘Movieguide’, em 8 de fevereiro.

Para o ator britânico de 70 anos, foi bem diferente fazer parte de um filme baseado na fé cristã em comparação com os projetos seculares nos quais trabalhou ao longo de sua carreira.

“Eu estive em Los Angeles no ano passado para o ‘SAG Awards‘ por causa do ‘Game of Thrones‘, que é um campo de entretenimento bastante diferente”, disse Faulkner. “Mas eu acho que filmes baseados na fé, filmes de família, filmes que celebram nossas melhores naturezas são importantes e, portanto, estou muito feliz de estar aqui como parte dos prêmios do Movieguide”.

O ator revelou que a oportunidade de estrelar o épico bíblico surgiu para ele, mas depois de ler o roteiro, sabia que era algo que ele tinha que fazer parte. Segundo ele, seu papel no filme foi “extraordinário”.

“Isso me levou em uma jornada”, disse Faulkner. “Minha esposa ficou surpresa com a diferença em mim. Ela disse: ‘Se você puder ser assim o tempo todo. É fantástico, você está cheio de um espírito completamente diferente”.

O que Faulkner estava cheio, segundo ele disse, era o Espírito Santo, admitindo que antes de começar a trabalhar no filme, sua fé não era tão forte como é agora.

“Jim (Caviezel) é um homem devoto e fervoroso, enquanto eu sou anglicano moderado. Mas eu mesmo tenho algumas perguntas como resultado de interpretar Paulo e vejo o mundo de forma diferente e meus semelhantes de forma diferente [agora]”, confessou ele.

Em entrevista para o Christian Post, Caviezel disse que encorajou Faulkner a negar a si próprio e incorporar o papel do amado Apóstolo enquanto estava no set.

“Eu orei por Tiago em ‘Paulo: apóstolo de Cristo’. Eu [recentemente] li uma entrevista onde ele [James] disse: ‘Eu não interpretei Paulo, ele interpretou comigo’. Essa foi a minha oração [por ele] – que ele fizesse, e ele o fez, e ele se tornou ele”, disse Caviezel.

Faulkner acredita agora que o Espírito Santo pode ser compartilhado com todos.

“Faz diferença e você pode transferir isso para outras pessoas como um homem comum”, acrescentou Faulkner. “Eu também posso ser meu ego arrogante e desagradável. Mas eu me lembro do que me encheu quando interpretei Paulo e estava em outro lugar”.

“Paulo: Apóstolo de Cristo” trouxe à vida a história de Saulo de Tarso, que era conhecido por perseguir e assassinar cristãos, mas se tornou uma das figuras mais emblemáticas da Igreja depois que ele encontrou Jesus na estrada para Damasco.

O filme apresenta Caviezel (“A Paixão de Cristo”) como Lucas, Faulkner (“Game of Thrones”) como Paulo, e Olivier Martinez (“SWAT”), Joanne Whalley (“AD A Bíblia Continua”) e John Lynch ( “O Jardim Secreto”).

Lucas arrisca sua vida para visitar Paulo, que é mantido em cativeiro em uma prisão romana sob o governo do imperador Nero. Mas antes que a sentença de morte de Paulo possa ser decretada, Lucas resolve escrever outro livro, que detalha o início do “Caminho” e o nascimento do que virá a ser conhecido como a igreja cristã”, segundo a sinopse do filme.

Com informações do Guia-me

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*