News
Você está aqui: Capa » ARTIGOS » Alegria e confiança em meio ao “início das dores”

Alegria e confiança em meio ao “início das dores”


Vocês ouvirão falar de guerras e rumores de guerras, mas não tenham medo. É necessário que tais coisas aconteçam, mas ainda não é o fim. Nação se levantará contra nação, e reino contra reino. Haverá fomes e terremotos em vários lugares. Tudo isso será o início das dores.” (Mateus 24.6-8)

Quando as dores de parto da mulher grávida se manifestam, sabe-se que a hora do nascimento está próxima. Jesus refere-se a esse acontecimento ao comparar o surgimento do novo mundo de Deus com um nascimento, o qual é precedido pelas dores do fim dos tempos. Ele cita fatos que deveríamos observar para reconhecer o início das dores de parto, isto é, os juízos do fim dos tempos, como, por exemplo, a sedução religiosa, guerras, pestes, terremotos, inflação e crises de fome. Esses são fenômenos que sempre existiram, mas que, no tempo dos “últimos dias”, experimentarão um tremendo aumento e intensificação.

A expressão hebraica, que foi interpretada como “nação se levantará contra nação, e reino contra reino”, indica um conflito muito grande envolvendo muitas nações; poderíamos dizer que é uma guerra mundial. Tais guerras mundiais aconteceram, primeiramente em 1914-1918 e em 1939-1945. A 1ª Guerra Mundial causou em torno de 10 milhões de mortes e a 2ª provocou em torno de 55 milhões de vítimas (incluindo as pessoas mortas nos campos de concentração e a população civil atingida por bombardeios).

A crueldade e o poder destruidor das armas desde então cresceram e alcançaram uma incrível perfeição. Incluem-se entre essas as armas de destruição em massa (nucleares, biológicas/bacteriológicas e químicas)! Já no início da década de 1980 tinham sido produzidas armas nucleares suficientes para exterminar toda a humanidade 14 vezes! Por isso, não é de admirar que é extremamente grande o medo de uma guerra, principalmente com a utilização de tais armas. Até mesmo repórteres que não têm envolvimento com a Bíblia falam constantemente de “dimensões apocalípticas” quando se referem ao arsenal bélico de nosso globo terrestre. As afirmações proféticas sobre catástrofes globais e sobre a finitude desse mundo (por exemplo: 2Pedro 3.10; Apocalipse 6ss), que há alguns anos eram em parte ridicularizadas, hoje ingressaram firmemente no âmbito das perspectivas das pessoas.

O cristão verdadeiro e que lê a Bíblia sabe, logicamente, que é somente Deus quem mantém em suas mãos as cordas da história. Este mundo não desaparecerá mais cedo do que Deus permitir. As guerras e as ameaças que hoje vemos são apenas precursoras do juízo. Elas são o “início das dores”. Por isso, ergamos nossa cabeças com alegria e aguardemos confiadamente pela sua volta.

Fonte: www.chamada.com.br

Lothar Gassmann nasceu em 1958 na cidade alemã de Pforzheim. É pregador, professor, evangelista e publicista. Escreveu numerosos livros, artigos e canções na área teológica. Desde 2009, é colaborador do Serviço das Igrejas Cristãs (CGD, na sigla original) e editor da revista trimestral Der schmale Weg [O Caminho Estreito]. Completou seu doutorado em teologia em 1992, na Universidade de Tubinga, na Alemanha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*